Home pets 10 dicas para controlar os medicamentos do seu cão idoso
pets

10 dicas para controlar os medicamentos do seu cão idoso

1. Aprenda o máximo possível

Quando um novo medicamento for prescrito para seu cão, converse com seu veterinário para obter as respostas às seguintes perguntas:

 

  • O que o medicamento deve fazer?
  • Que sinais de melhora devo procurar?
  • Este medicamento é compatível com outras drogas e suplementos que meu cão está recebendo e todos podem ser administrados ao mesmo tempo?
  • Quais são os potenciais efeitos colaterais e o que devo fazer se os observar?
  • O momento da administração precisa ser exato?
  • Devo tomar precauções especiais ao manusear o medicamento?
  • O que acontece se uma dosagem for acidentalmente ignorada?
  • Devo dar o medicamento se meu cão estiver tendo um “dia ruim” – letárgico ou não se alimentando bem?
  • Por quanto tempo o medicamento deve ser administrado? (Só porque o frasco da pílula está vazio, não significa necessariamente que o seu veterinário queira descontinuá-lo.)

Cachorro lendo um livro

2. Leia o rótulo

O rótulo da prescrição geralmente contém informações úteis destinadas a garantir que o medicamento funcione bem. Leia o rótulo com atenção para encontrar instruções como:

 

  • Mantenha refrigerado
  • Agite bem antes de usar
  • Administrar com o estômago vazio
  • Descartar após uma data específica

Cachorro com frasco de comprimidos

3. Obtenha a ajuda necessária para alcançar a conformidade

Alguns cães são stinkers reais quando se trata de ficar sentado por olho gotas ou engolir uma pílula amarga degustação. Conte com os membros da sua equipe veterinária para lhe fornecer seus truques do comércio. Freqüentemente, uma sugestão simples pode reduzir drasticamente a quantidade de “estresse medicamentoso” para você e seu cão.

Cachorro recebendo colírio

4. Jogue de acordo com as regras

É do interesse do seu cão dar os medicamentos exatamente como prescritos. Se isso não for viável por causa de sua programação ou simplesmente não achar que é a coisa certa a fazer, em vez de pular doses ou interromper o tratamento, converse francamente com seu veterinário. Quase sempre haverá outras opções a serem consideradas.

Cachorro tomando um comprimido

5. Recargas

Lembre-se de que, além de autorizar recargas para os medicamentos do seu cão, o veterinário está lidando com uma série de outras responsabilidades de trabalho. Por esse motivo, não espere até chegar ao último comprimido para solicitar uma recarga. Avise com pelo menos dois a três dias de antecedência. 

Cachorro com cone próximo a comprimidos

6. Verifique novamente as recargas

O preenchimento preciso de uma receita requer várias etapas:

 

  • Seleção do medicamento correto da prateleira
  • Selecionando a dosagem correta
  • Distribuindo a quantidade correta
  • Digitando informações precisas no rótulo

Com tantas etapas, é fácil entender como ocorrem os erros de prescrição. Sempre que você pegar uma recarga do medicamento do seu cão, verifique se tudo está correto. Qualquer mudança no que você está acostumado, como o tamanho ou a cor do comprimido, merece uma chamada ao seu veterinário. 

Cachorro olhando frascos de comprimidos

7. Configure um sistema

Se você estiver administrando vários medicamentos ao seu cão idoso, faz sentido criar um sistema que evite doses perdidas ou doses duplas. Essas bobagens são fáceis de cometer, principalmente quando mais de uma pessoa na casa é responsável pela administração de medicamentos. O uso de um gráfico que pode ser verificado quando os medicamentos são administrados ou um organizador de pílulas (a caixa de plástico com compartimentos individuais) pode reduzir os erros de dosagem.

Cronograma de pílulas

8. Farmácias online

A compra de medicamentos prescritos online vem com seus pontos positivos (custo e conveniência) e pontos negativos (potencial para formulação incorreta, armazenamento impróprio, inconsistências de dosagem). Se você estiver interessado em comprar remédios para seu cão online, converse sobre isso com seu veterinário e peça uma recomendação de uma empresa confiável. 

Cachorro perto do laptop

9. Viagem aérea

Se você e seu cão viajarem de avião, guarde os medicamentos com seus pertences pessoais, na cabine, e não no compartimento de bagagem. Caso contrário, uma mala perdida pode se traduzir em um grande aborrecimento tentando reabastecer medicamentos na hora.

Cachorro com mala

10. Exames semestrais

Qualquer cão que tenha alcançado a categoria de “idoso” é bem atendido por um exame veterinário pelo menos duas vezes por ano. Isso é particularmente verdadeiro para cães que recebem medicamentos. A visita ao consultório é uma oportunidade para discutir como os medicamentos estão funcionando e como estão sendo tolerados. O exame de sangue pode avaliar a eficácia de alguns medicamentos, bem como detectar efeitos colaterais prejudiciais. Por último, uma mudança significativa no peso corporal do seu cão pode justificar uma mudança na dosagem de sua medicação.

Cachorro no veterinário

Se você tiver alguma dúvida ou preocupação, deve sempre visitar ou ligar para o seu veterinário – ele é o seu melhor recurso para garantir a saúde e o bem-estar de seus animais de estimação. 

Author

Gabriel

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *